que não pode ser visto

Texto autoral impresso e distribuído na saída do metrô Tiradentes.

Festival La Plataformance – Resistência em Rede.

São Paulo-SP

Abril de 2016.

Sinopse: pensar sobre o que é invisível e como através da narrativa podemos dar um corpo para o mesmo. O que não pode ser visto parte de conversas sobre o que diferentes pessoas consideram invisível e a descrição de situações que envolvem invisibilidades.

Fotografias de Rodrigo Munhoz

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom